Rio Grande
35 9 9725-8252
35 3521-3509

Tendências em Suinocultura

Por Rio Grande 24/04/2020
Compartilhe
Olá, leitor! Hoje vamos falar sobre as tendências da suinocultura no Brasil. 
 
Vamos começar com alguns dados relevantes: Você sabia que atualmente a carne suína é a mais consumida do mundo, certo? E o Brasil é o 4º maior produtor , atrás da China, União Européia e Estados Unidos, respectivamente. Os 4 primeiros colocados da lista aumentaram a sua produção em 2019, e o mesmo deve acontecer em 2020.
 
Em 2019, a China, que é a maior produtora mundial, sofreu uma queda de 46% da sua produção após ser atingida pela peste suína africana, abrindo espaço para que os demais países aumentassem a sua participação de mercado. Além disso, o crescimento populacional faz com que a demanda por proteína animal também cresça. Outro ponto importante a destacar, é que as tendências na suinocultura daqui pra frente estarão relacionadas diretamente com a maior produção, qualidade e melhor aproveitamento dos recursos naturais. 
 
O alto custo da carne bovina também será responsável pelo maior consumo da carne suína, consumidores tendem a procurar outra proteína animal com o preço mais acessível para o consumo diário. E já com relação ao preço, é possível que este tenha uma variação com o decorrer do ano. Isso acontecerá, pois a demanda internacional neste momento de pandemia é incerta e poderá gerar movimentos distintos nos preços dos principais insumos da atividade, como o milho e farelo de soja, por exemplo. 
 
Além disso, a forte desvalorização do real perante ao dólar coloca a carne suína brasileira de forma bastante atrativa nesta vitrine do mercado internacional. Porém, enquanto a pandemia perdurar é possível que a logística terá suas complicações, pois os portos travados na China pode levá-los a comprar volumes bastante discretos em curto e médio prazo.
 
Outro ponto positivo que fará o consumo da carne suína aumentar elevar em números, é o fato de que profissionais da saúde estão cada vez mais recomendando a carne em questão. Será mais comum ouvir “a carne suína deve fazer parte de uma dieta saudável”, “essa carne é recomendada por nutricionistas”, “mais barata e prática”, “menos gordurosa”. E por isso ela entra em um novo grupo de consumidores que estão em alta, o público fitness.
 
A última tendência que citaremos, mas não menos importante é a questão do sistema de produção. É provável que cada vez mais o sistema exigirá mão de obra especializada e treinada, assim aumentando a automação e a sua qualidade. Isso porque os consumidores estão cada vez mais exigentes com o bem-estar animal e a sustentabilidade. É um grande desafio aos suinocultores comprovar esse posicionamento. Ferramentas e tecnologias ligadas à gestão também estão surgindo constantemente e em intervalos de tempo cada vez menores, é importante estar atento às evoluções para não estagnar. 
 
Quer aproveitar o aquecimento do mercado da suinocultura no Brasil e potencializar os ganhos da sua criação? 
 
Tem alguma dúvida sobre a suinocultura? A Rio Grande Nutrição e Saúde Animal possui especialistas em suinocultura para entender a sua produção e auxiliá-lo no aumento e qualidade da produção. Em caso de dúvidas, entre em contato com a gente e conheça os nossos serviços e produtos. 
Receba nossos conteúdos

Veja Também

Bovinos de corte
RECEBA NOVIDADES
EM SEU E-MAIL
Rodovia MG-050, nº 33 (Pista Lateral com sentido á Itaú de Minas)
Passos - MG
CEP.: 37.902-538
  • 35 3521-3509
  • 35 9 9725-8252
  • © 2016 RIO GRANDE NUTRIÇÃO E SAÚDE ANIMAL . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.